Como escolher o microfone correto para o meu vídeo?

Essa é uma pergunta que tenho ouvido muito no meu dia-a-dia. Qual o melhor microfone? Bem difícil de responder, se não impossível. Não acredito que haja o melhor microfone, mas microfones para situações e objetivos diferentes. Quando falamos de microfones para produção de vídeo, basicamente estamos falando de três tipos de microfones: microfone de mão, de lapela e o boom (shotgun). Cada um tem sua peculiaridade e visa atingir um objetivo diferente.
Basicamente existem dois tipos de microfones disponíveis: dinâmico e condensador. O microfone dinâmico é um tipo de microfone para aguentar peso. Por exemplo, microfonar um amplificador de guitarra. Já os condensadores são microfones mais sensíveis, utilizados para voz e instrumentos acústicos e requerem alimentação de energia. Alguns microfones como opção de energiam permitem utilizar pilhas, como no caso dos microfones de lapela. Já outros modelos temos a opção sem a pilha, nesse caso, a plataforma de gravação deve ter a opção de Phantom Power, que habilita a alimentação do microfone. Se você estiver utilizando gravadores que funcionam com pilha, Zoom ou Tascam por exemplo, é importante ressaltar aqui que a pilha vai acabar muito mais rápido com essa opção habilitada.

Microfone de Mão

Esse microfone é mais utilizado para fins jornalísticos, do tipo “fala povo”, entrevistas de rua. O microfone de mão tem uma desvantagem que é a questão da estética. Ele sempre irá ficar aparente no meu vídeo. Não é um microfone que fica discreto ou então invisível, ele sempre será destaque no seu enquadramento. A vantagem dele ser utilizado em entrevistas de rua é a praticidade de não precisar microfonar o participante e também o reporter detém controle absoluto do tempo da entrevista. Caso a pessoa esteja se alongando demais ou comece falar coisas indevidas, o reporter pode, de maneira leve e discreta, “cortar” o entrevistado e seguir de maneira diferente.

Microfone de Lapela

Esse já é um microfone discreto. Ainda assim não é invisível. Bastante utilizado em estúdios e ambientes internos. No caso de um bate-papo entre duas pessoas, você precisará de dois microfones de lapela, um para cada participante. Normalmente os microfones “sem fio” são preferência. E você deve estar se perguntando por que o “sem fio” está em aspas. Ora, por que microfone sem fio não existe. Isso mesmo! Não existe. O que existe é um receptor e um transmissor, que funcionam via ondas sonoras de rádio. O microfone tem um fio que leva diretamente ao transmissor (esse fica fixado na pessoa), e envia o sinal para o receptor (que deverá estar ligado na câmera ou gravador).

Microfone Boom (Shotgun)

O boom é o microfone invisível e pode ser utilizado para gravar mais de uma pessoa simultaneamente. Claro que a grande dificuldade de usarmos um boom é a questão de necessariamente termo um operador de áudio para tal. O operador é essencial para os ajustes de posição e monitoramento do ádio que está sendo gravado. O boom deve ser operado com uma vara de boom, fazendo com que o operador mantenha distância do quadro que está sendo gravado. Normalmente o boom deve ser posicionado um palmo na frente da boca da pessoa e dois palmos acima da cabeça.

Para sua gravação de áudio sair com a melhor qualidade é importante entendermos que quanto mais próximo o microfone estiver da fonte sonora, melhor a qualidade do áudio. Por isso muitas vezes o microfone boom acaba entrando no quadro da câmera, pois o operador está tentando chegar o mais próximo possível da fonte sonora.

Abaixo um vídeo utilizando diversos microfones em situações diferentes para vocês ouvirem o resultado de cada um deles e escolherem o que melhor se enquadra em suas necessidades.